Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao início
Viver

Reunio de Cmara de 18 de Janeiro

Outras | 25 de Janeiro de 2018

Na última reunião do executivo, realizada no dia 18 de janeiro, o presidente da Câmara, Augusto Marinho, informou que vai ser levado a cabo um estudo arqueológico à Igreja de Lavradas, consumida por um incêndio em dezembro passado. Deu conhecimento da reunião da CIM Alto Minho em que esteve presente o Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, com o qual foi discutido o projeto de constituição de uma empresa de abastecimento de água e saneamento básico que agregue os dez concelhos do Alto Minho. Apesar dos benefícios que poderá trazer, Augusto Marinho disse ter manifestado as suas preocupações e reservas relativamente a esta intenção, na medida em que o concelho de Ponte da Barca tem ainda muitos problemas a este nível, designadamente a questão dos sistemas autónomos, para além do agravamento das tarifas que podem advir caso avance a fusão dos sistemas de águas e saneamento dos concelhos do Alto Minho.

O autarca informou, ainda, da reunião do Conselho Regional do Norte, Órgão consultivo da CCDR-N, onde esteve em debate a recolha de contributos para definição dos objetivos da região para o novo quadro comunitário de apoio, tendo-se identificado a área empresarial, a educação e a regeneração urbana como eixos prioritários de ação. Deu também nota da realização da Assembleia Geral da Associação de Festas de S. Bartolomeu e da tomada de posse dos novos Órgãos Sociais, deixando um reconhecimento à direção cessante pelo empenho e trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos e votos de sucesso à nova direção. Por último, apresentou um voto de louvor à Associação de Estudantes do Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca pelo empenho, talento e criatividade com que levaram a cabo a iniciativa “Primeira Gala dos Globos de Louro”.

Das diversas deliberações da ordem de trabalhos foi aprovada a minuta de contrato de crédito a curto prazo até 500.000 euros com o Banco Português de Investimentos (BPI); vários pedidos de cedências de viatura; a proposta de delegação de competências para dispensa de parecer prévio, no âmbito da portaria nº 149/2015 de 26 de Maio; e a proposta de fixação do número de bilhetes emitidos e respetivo valor referentes aos concertos que vão decorrer, até maio, na Casa da Cultura.