Passar para o Conteúdo Principal

A importncia Aleitamento Materno

Amamentar é um ato natural e constitui a melhor forma de alimentar, proteger e amar o seu bebé.

O leite humano é muito diferente do leite adaptado (leite em pó). O leite materno contém todas as proteínas, açúcar, gordura, vitaminas e água que o seu bebé necessita para ser saudável.

Além disso, contém determinados elementos que o leite em pó não consegue incorporar, tais como anticorpos e glóbulos brancos. É por isso que o leite materno protege o bebé de certas doenças e infeções.

Vantagens do leite materno para o bebé:

  • Melhora o desenvolvimento mental do bebé.
  • É mais facilmente digerido.
  • Amamentar promove o estabelecimento de uma ligação emocional, muito forte e precoce, entre a mãe e a criança, designada tecnicamente por vínculo afetivo.
  • Actualmente, sabe-se que um vínculo afetivo sólido facilita o desenvolvimento da criança e o seu relacionamento com as outras pessoas.
  • O ato de mamar ao peito melhora a formação da boca e o alinhamento dos dentes.

  • Vantagens para a mãe:

  • A mãe que amamenta sente-se mais segura e menos ansiosa.
  • Amamentar faz queimar calorias e por isso ajuda a mulher a voltar, mais depressa, ao peso que tinha antes de engravidar.
  • Ajuda o útero a regressar ao seu tamanho normal mais rapidamente.
  • A perda de sangue depois do parto acaba mais cedo.
  • A amamentação protege do cancro da mama que surge antes da menopausa.
  • A amamentação protege do cancro do ovário.
  • A amamentação protege da osteoporose.
  • A amamentação exclusiva protege da anemia (deficiência de ferro). As mulheres que amamentam demoram mais tempo para ter menstruações, por isso as suas reservas de ferro não diminuem com a hemorragia mensal.
  • Amamentar é muito prático! Não é necessário esterilizar e preparar biberões. Não é necessário levantar-se de noite para preparar o biberão.
  • O leite adaptado (leite em pó) é muito diferente do leite materno e a sua utilização tem riscos para o bebé:


  • Os leites artificiais usados habitualmente, são feitos a partir de leite de vaca. Por essa razão, o uso de leite artificial aumenta o risco de alergia ao leite de vaca.
  • As crianças que são alimentadas com leite artificial têm maior risco de vir a sofrer de otites, amigdalites, bronquiolites, pneumonias, diarreias, infeções urinárias e sépsis.
  • As crianças alimentadas com leite em pó, além de terem maior risco de sofrer as infecções referidas, as infecções de que sofrem surgem com maior gravidade, porque o seu sistema imunitário não recebe a ajuda dos anticorpos, glóbulos brancos e outros fatores imunológicos presentes no leite materno.
  • As crianças alimentadas com leite artificial têm maior risco de desenvolver linfomas.
  • As crianças que são alimentadas com leite em pó têm maior risco de vir a sofrer de Diabetes tipo I (insulino-dependente).
  • As crianças que são alimentadas com leite artificial têm maior risco de sofrer obesidade na vida adulta.
  • As crianças alimentadas com leite em pó têm maior risco de desenvolver eczema, asma e outras manifestações de doença alérgica.
  • A UNICEF calcula que um milhão e meio de crianças morrem por ano por falta de aleitamento materno. E não se pense que é só nos países do terceiro mundo. Mesmo nos países industrializados muitas mortes se poderiam evitar com o aleitamento materno.

  • Fonte: www.leitematerno.org

    Aleitamento Materno