Passar para o Conteúdo Principal
Viver

Habitao Social

A autarquia tem procurado igualmente o realojamento das pessoas ou famílias carenciadas que não dispõem de habitação própria ou que residem em barracas ou em habitações de tal forma degradadas que não se justifica a intervenção.

No âmbito da candidatura ao abrigo do Decreto-lei n.º 226/87 de 06 de Junho, foi celebrado em 17 de Abril de 1997 o Acordo de Colaboração entre o Município de Ponte da Barca e o Instituto Nacional de Habitação para a construção de 50 fogos.

URBANIZAÇÃO DE AGRELOS

Foram construídos 24 fogos para arrendamento social, distribuídos por três Blocos, na Urbanização de Agrelos, para famílias com grave carência habitacional. As tipologias são as seguintes:

               
Tipologia da Urbanização de Agrelos
(Habitações Sociais)
  T0 T1 T2 T3 T4 Total
Bloco A 0 0 0 8 0 8
Bloco B 0 0 3 2 3 8
Bloco C 0 0 4 0 4 8
             
Total 0 0 7 10 7 24



QUINTA BAIRRO DE SANTO ANTÓNIO

São propriedade da autarquia 7 habitações sociais da Quinta Bairro de Santo António, estando arrendadas sobre o regime de renda social. Atualmente está também a ser efectuada a transferência do património do IGAPHE para a autarquia.